English EN Português PT

"por uma indústria de seguros mais sólida, eficiente e eficaz"

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

Grupos Profissionais Capacitado em Matéria de Seguros

O Instituto de Supervisão de Seguros de Moçambique, IP, (ISSM, IP), no âmbito da sua Estratégia de Educação Financeira em Seguros realizou, nos dias 30 de Novembro à 02 de Dezembro de 2022, a XI Capacitação em Matéria de Seguros dirigida à Grupos Profissionais da Província de Tete, designadamente, Polícia de Trânsito, Polícia Municipal, Procuradores, Religiosos, Sector Empresarial e Órgãos do Estado. A sessão de abertura do evento, foi dirigida pelo Administrador Executivo do ISSM, IP, Isaac Chiau, na presença do Director de Serviço Provincial da Economia e Finanças, Luís Gando e Directora Provincial do Plano e Finanças, Paula Corda.

No encontro, o Administrador Executivo, Isaac Chiau, fez saber que o Conselho de Administração do Instituto, no âmbito das suas responsabilidades de protecção, defesa do consumidor e promoção da cultura de seguros, aprovou, em 2014, a Estratégia de Educação Financeira em Seguros, (EFISE), que está a ser implementada em todo do País com o objectivo de informar, formar e orientar a sociedade sobre conceitos e produtos de seguro, de modo a que esta fique consciencializada sobre a importância do seguro.

Desde a sua aprovação em 2014, foram desenvolvidas, no âmbito da mesma Estratégia, diversas actividades em todas as regiões do País, com destaque para as seguintes: Palestras em instituições de ensino, palestras dirigidas aos agentes da Polícia de Trânsito, X Capacitação em matéria de seguros, dirigida à Diversos Grupos Profissionais, incluindo jornalistas, assinatura de um Memorando de Entendimento com o Instituto Nacional de Desenvolvimento da Educação, para introdução de matérias sobre seguros nos curricula escolares.

Por seu turno, o Director do Serviço Provincial da Economia e Finanças, Luís Gando, referiu que um dos desafios do Governo é, por um lado, a expansão dos operadores de seguros em todo território nacional e, por outro, tornar esta indústria mais inclusiva, com a criação de produtos adequados para a população de baixa renda.

“Nesta perspetiva o Governo adoptou o Seguro Soberano para fazer face a cobertura de riscos associadas às mudanças climáticas que afetam frequentemente a província de Tete”, elucidou o dirigente.

À margem desta capacitação, o ISSM, IP, reuniu-se com os operadores do sector de seguros daquela província para se inteirar sobre o seu funcionamento.